quinta-feira, 29 de abril de 2010

MAIS UM POLICIAL MILITAR É ASSASSINADO EM SERGIPE

O crime ocorreu na noite desta terça-feira, 27, por volta das 19h30, no bairro Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro.



O assassinato ocorreu quando o militar, o cabo da Polícia Militar, Hélio Menezes de Andrade,  que estava de folga do trabalho, conversava com um amigo numa panificação, quando um homem chegou tentando assasaltar o estabelecimento comercial.

 O cabo tentou impedir o ato e foi alvejado com três tiros na cabeça. Segundo a dona da mercearia, que havia aberto o ponto comercial há apenas dois meses, o policial era sobrinho de seu marido e costumava passar sempre pelo local. No momento do crime, ainda segundo a proprietária, haviam outros clientes e crianças no local, "Foi um grande susto para todos nós, pois ele entrou e anunciou o assalto, mas ao perceber a reação de Hélio não esitou e disparou três tiros, todos na região da cabeça. Ficamos estarrecidos e ainda estamos chocados com o que aconteceu, minha filha de quatro anos estava comigo e presenciou tudo", informou a dona da mercearia.
                      Arma do policial morto que foi roubada por Jonatha
Após executar o cabo da PM, o assassino que usava o nome falso de Fabiano Santos Souza, fugiu com a arma da vítima. Uma equipe da Rádio Patrulha, formada pelo sargento Reynaldo e pelos soldados Edson Santos, Cleine e Edgard, foi a responsável pela captura de Fabiano, ação essa, que se extendeu por toda a madrugada, que é na verdade Jonatha Santos Souza, de 24 anos, o qual já tem passagens pela polícia e estava em regime de liberdade condicional. No entanto, há alguns meses Jonatha, saiu da prisão devido ao benefício, não retornando mais.


                                            Jonatha Santos Souza


Ainda na manhã de hoje, Jonatha prestou depoimento ao delegado Robério Santiago, na Delegacia de Homicídios, onde confirmou o assassinato do cabo. Após o depoimento, ele foi levado até o local onde foi capturado, numa propriedade onde são criados camarões em cativeiro, localizada próximo ao final de linha da Piabeta, para que auxiliasse os policiais na busca da arma utilizada no crime, já que a que foi encontrada, no início da manhã desta quarta no mesmo local, era a arma furtada do policial assassinado.

De acordo com Jonatha Santos Souza, sua intenção era a de assaltar o estabelecimento, "Fui até a mercearia para roubar, mas o policial reagiu, tentou sacar a arma e eu atirei", afirmou.

Este é o segundo militar que morre assassinado em Sergipe, em apenas uma semana.
O corpo do cabo foi sepultado na tarde desta quarta-feira.





com informações do site emsergipe.com

terça-feira, 27 de abril de 2010

Bandido tenta roubar moto de PM e morre

SERGIPE



Um assaltante morreu, por volta das 22horas desta segunda-feira (27), após abordar um soldado da Polícia Militar. O fato aconteceu na Praça Princesa Isabel,

O assaltante foi baleado pelo militar e morreu 
O bandido estava armado e muito nervoso. 
Sem saber que a vítima era um policial, pois o soldado estava à paisana, o bandido abordou o militar e exigiu a moto. O soldado então se identificou e teve início um tiroteio.
O assaltante foi baleado, mas conseguiu fugir com a ajuda de dois comparsas. Eles abordaram um homem que passava com um veículo pelo local.

Os bandidos seguiram até a Rua Japaratuba, no centro da Capital, mas ao perceberem que o comparsa que foi baleado morreu, eles abandonaram o carro e fugiram a pé.

O condutor do veículo que foi refém dos sequestradores não ficou ferido. Ele foi socorrido por policiais que foram atender a ocorrência.Até o momento, os outros assaltantes não foram presos.




fonte:atalaiaagora.com.br

domingo, 25 de abril de 2010

Perseguição policial termina em acidente, tiros e morte



PARANÁ




Uma perseguição policial na madrugada desta sexta-feira (23) por volta das 3h30, deixou o saldo de um marginal morto. Os bandidos, com um veículo Santana Quantum roubado em Londrina, estavam furtando um comércio de roupas no Jardim Santo Amaro.


Populares viram e chamaram a polícia que chegou rapidamente. Três rapazes que estavam realizando o furto na loja entraram rapidamente no veículo e empreenderam fuga. A polícia então iniciou perseguição, e, ao chegarem na PR-445, em frente ao Parque de Exposições Ney Braga, acabaram colidindo contra um caminhão guincho. No impacto o Santana Quantum foi praticamente cortado ao meio.


O bandido que diriga ficou preso às ferragens, já os outros dois, desceram do veículo e atiraram contra os policiais, e correram em direção ao Parque Ney Braga.


Bombeiros e Siate foram acionados, porém ao chegarem, já encontraram o marginal que havia ficado preso às ferragens em óbito.


Cerca de 30 minutos após o acidente, seguranças do parque trocaram tiros com os dois marginais e a polícia correu até o local, porém, eles não foram localizados.



fonte:plantao190.com.br

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Radiopatrulha prende traficante e apreende mais de um quilo de maconha

 SERGIPE



Na tarde desta quinta-feira, 22, policiais militares da Companhia da Radiopatrulha prenderam Neilton Silva dos Santos, 29 anos, sob a acusação de envolvimento com o tráfico de drogas no Conjunto Jardim, município de Nossa Senhora do Socorro.


Neilton Silva foi surpreendido no início da tarde de hoje no momento em que estava em casa. No momento da prisão, o acusado tentou fugir, sem sucesso, pelos fundos da casa. Com ele foi encontrada uma mochila com um quilo e meio de maconha e R$ 80,00 em cédulas de baixo valor.

Segundo informações da polícia, Neilton responde por crime de homicídio em Riachuelo registrado no ano de 2007 e é foragido da delegacia do Município de Pacatuba. Ele foi encaminhado ao Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc).



fonte:ssp/se






quinta-feira, 22 de abril de 2010

POLICIAL MILITAR É ASSASSINADO E OUTRO FICA FERIDO

"Mais um herói de farda perde sua vida
 na defesa da sociedade"


SERGIPE



Na noite da última terça-feira(20) por volta das 20 horas no bairro industrial zona norte de Aracaju dois policiais militares foram alvejados a tiros numa emboscada quando perseguiam um assaltante, segundo informações de policiais do 5º Bpm que atenderam a ocorrência
o fato aconteceu quando um indivíduo roubou uma bicicleta, o cabo valtênison que estava de folga
saiu em perseguição ao indivíduo montado em uma moto, ao passar por uma padaria encontrou o sargento Genilson de jesus Menezes que fazia a segurança na padaria e lhe pediu auxílio
os dois seguiram a procura do indivíduo e quando chegaram em uma rua escura o indivíduo que estava escondido atrás de um poste armou uma emboscada desferindo cerca de cinco disparos contra os policiais que não tiveram tempo de reagir.

O sargento Menezes morreu no local enquanto que o cabo Valtênison foi socorrido pelo SAMU e submetido a uma cirurgia no tórax, há informações que ele não corre risco de morte.

O 3º sargento Genilson de Jesus Menezes tinha 46 anos deixa esposa e três filhos, ele estava a poucos meses da aposentadoria e fazia planos para o futuro.

Veja o vídeo com o momento de comoção no sepultamento do sargento e prisão de um suspeito:


quarta-feira, 21 de abril de 2010

21 DE ABRIL DIA DO POLICIAL MILITAR


Dia de Tiradentes







Tiradentes, nosso patrono








Dois vídeos emocionantes






O policial militar é um herói!

domingo, 18 de abril de 2010

Policial morre em tiroteio na favela da Grota


Ele passava pelo local quando foi atingido.

Principais acessos ao conjunto de favelas do Alemão foram fechados.







Duas pessoas foram atingidas por balas perdidas durante um confronto entre policiais e suspeitos na favela da Grota, no conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, na madrugada desta sexta-feira (16).

Uma delas era um PM, que não participava da operação e acabou morrendo quando passava pelo local. Uma mulher de 29 anos que passava de carro no momento foi atingida nos pés e levada para a Unidade de Pronto Atendimento da região.
A suspeita era que granadas ativadas estariam nas pistas. Elas foram lançadas por bandidos contra a equipe de dois batalhões que faziam patrulhamento na região da favela da Grota. Uma delas atingiu o veículo blindado da PM . Foi quando começou a troca de tiros.
Os policias tentavam chegar à favela depois de receberem informações de que um grupo armado estava preparando uma invasão a uma outra comunidade dominada por uma facção criminosa rival. O alvo seria o Morro do Urubu, em Pilares, Zona norte do Rio.
Em um outro ponto, um carro do Batalhão de Choque que tinha sido chamado para reforçar a operação acabou sendo atacado pelos bandidos. O disparo não atingiu a patrulha, mas o motorista perdeu a direção e bateu.
Em outra comunidade do Rio, Cantagalo, em Ipanema, Zona Sul da cidade, quatro granadas e munição foram apreendidas pelos PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Três suspeitos conseguiram fugir.



fonte:http://www.g1.globo.com/

quinta-feira, 15 de abril de 2010

MINISTRO NEGA LIMINAR A MILITARES QUE PEDEM REGULAMENTAÇÃO DO VOTO PARA ELEIÇÕES 2010



BRASÍLIA - O ministro Dias Toffoli negou liminar pedida pela Associação dos Praças da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (ASPRA PM/RN) que pedia ao Supremo Tribunal Federal (STF) que assegurasse o direito ao voto, previsto na Constituição Federal, aos policiais em serviço no dia da votação, ainda para as eleições 2010. A decisão foi baseada em orientação do Supremo, segundo a qual não se pode deferir liminar em mandado de injunção - tema que deveria ser definido pelo Executivo ou Legislativo. A questão ainda será julgada em definitivo. Toffoli solicitou informações ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e determinou o encaminhamento do caso ao procurador-geral da República. De acordo com a associação, no dia da eleição os militares que estão em serviço durante todo o horário de votação e os que são deslocados de seu domicílio eleitoral são impedidos de votar. Os militares culpam a omissão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diante da inércia na elaboração de norma que assegure o exercício do direito ao voto direto e secreto. Eles pediam que o TSE colocasse à disposição cédulas eleitorais, por não ser possível a votação eletrônica fora da seção eleitoral em que o eleitor está inscrito. Argumentaram ainda que antes da urna eletrônica os agentes públicos, incluindo policiais militares que estavam a serviço da Justiça Eleitoral, podiam votar em outras seções eleitorais. Na ação, a associação informa também que foi protocolada uma petição nesses mesmos moldes ao TSE para que a matéria fosse incluída na pauta das instruções para as eleições deste ano, mas não houve qualquer manifestação daquela Corte. Assim, a associação pretendia a concessão da liminar para determinar ao TSE que adotasse as providências necessárias para assegurar o direito ao voto dos policiais militares em serviço no dia das eleições.


(o globo)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

TOLERÂNCIA ZERO NELES

Companheiros,





Recebemos informação que no dia 23 de abril no estado do Rio Grande do Norte vai iniciar o movimento TOLERÂNCIA ZERO. Uma idéia simplesmente genial que iremos realizar no Brasil inteiro.

Está na hora de fazermos algo impactante que atinja toda a sociedade brasileira. Sabemos que legalmente não podemos fazer greve, pois bem, usemos a lei a nosso favor.

Somos os responsáveis por aplicar a lei por esse motivo ninguém poderá reclamar ou tentar nos punir por estarmos cumprindo a legislação brasileiro.

Vamos detalhar o movimento:

Primeiramente observem o cartaz do movimento. Nele já tem um resumo do contexto.

No dia 23 de abril devemos realizar um policiamento dentro da legalidade, exigindo todos os materiais de proteção individual e os princípios da segurança pública. Nesta data instituiremos a TOLERÂNCIA ZERO sendo intransigentes no policiamento ostensivo, levando toda e qualquer ocorrência para a delegacia e efetuando o procedimento padrão. Seja numa pequena discussão, seja um consumo de drogas, seja vandalismo, seja a falta de sinto de segurança, dirigindo utilizando o celular, carros oficiais fora do horário de expediente, tudo deve ser levado para a delegacia. Não podemos de maneira nenhuma nesse dia assumir as funções da Polícia Civil e Agentes Penitenciários.

Vamos unir forças e avançar no processo de valorização profissional, condições de vida e de trabalho e de consciência de classe.

Vamos fazer cartilhas com as principais informações para os praças e oficiais. Tudo dentro da legalidade.

Façamos uma conscientização da tropa mostrando a ela que temos força quando usamos a lei. Será tudo a base de NOSSO DEVER CONSTITUCIONAL, OSTENSIVO E PREVENTIVO. Simples assim!

Nada de resolver no local. Nada de deixar qualquer ilegalidade passar em branco. Simplesmente LEVAR TUDO E TODOS QUE PUDER PARA A DELEGACIA... Aí já viu né... é todos de PB nas delegacia, até quem de PO!

No Estado do Sergipe a sociedade não gostou da legalidade dos agentes de trnsito, em especial os PMs, pois os mesmos estavam preenchendo cerca de 3 talões de multa por dia.

Detalhe: Lá a operação durou apenas 3 dias, pois o governo não suportou e concedeu um aumento superior a 110% (De 1.400,00 par 3.200,00).

Detralhe 2: Temos que apender com Sergipe, lá eles só sinalizam o retorno do TOLERÂNCIA ZERO que todo mundo treme. Tem ônibus que deixa de rodar por não está totalmente legalizado. Lembre-se NOSSO PODER É MUITO FORTE! Apenas não nos demos conta disso.

Uma coisa interessante que muitos não atentam:

Em horário de "rush" TODOS OS ÔNIBUS desrespeitam o CTB, levando mais do que a capacidade disposta em lei. Como foi feito em Sergipe: em determinado horários, paravam os ônibus e um policial contava o número de passageiros. Se tivesse superior ao permitido (o que não é difícil!), solicitava-se os documentos do motorista e do veículo. RESULTADO: multa geral!

As empresas dos coletivos começaram a reclamar, principalmente no ouvido dos políticos.

Iremos confeccionar uma cartilha estipulando todo procedimento e detalhando alguns crimes e contravenções que costumamos ver diariamente e deixamos passar em branco, fazendo vista grossa. Com por exemplo: exercício ilegal da profissão - Flanelinha tem que ter autorização expedida pelo município. Se não tiver, delegacia. Sem falar que muitos deles nem portam identidade.

O que diz a lei:

Artigo 1º da Lei Federal nº 6.242, de 1975, estabelece que "o exercício da profissão de guardador e lavador autônomo de veículos automotores, em todo o território nacional, depende de registro na Delegacia Regional do Trabalho competente." Para tanto, o interessado deve apresentar prova de identidade, atestado de bons antecedentes, certidão negativa dos cartórios criminais de seu domicílio, prova de estar em dia com as obrigações eleitorais e de quitação com o serviço militar. Em seu art. 4º, a lei diz ainda que a autoridade municipal deve designar "os logradouros públicos em que será permitida a lavagem de veículos automotores pelos profissionais registrados."




Portanto é só procurar que achamos muita coisa.

O texto acima foi adaptado.

Nossa força é simples, notória e gigante. Só não aprendemos a usá-la.
Se o Brasil aderir a este movimento, iremos acabar com o "jeitinho Brasileiro". E lembrando a todos, a Polícia Federal só conseguiu atingir o teto salarial de hoje, realizando as famosas Operações Padrões.


com informações de http://www.papodepm.com/

domingo, 11 de abril de 2010

POR QUE OS GOVERNANTES DISCRIMINAM SUAS POLICIAS DE FARDA?

Já existiu a algum tempo uma certa indiferença entre policiais civis e militares, uma certa aversão entre as categorias, hoje as corporações desenvolvem ações conjuntas e fala-se até em unificação, mas essas disparidades históricas estão longe de acabar se depender das ações de alguns governos estaduais que insistem em discriminar  a policia militar em detrimento de outras categorias da segurança pública.
Tomamos como exemplo o estado de Sergipe onde no ano de 2008 o governador Marcelo Deda Chagas (PT) após uma negociação com a policia militar concedeu um reajuste de 10% sob a justificativa de que não haveria condições financeira para o estado conceder reajuste maior naquele ano sendo que na mesma ocasião a policia cicil foi contemplada com um generoso reajuste que variava entre 300 e 450%, vale ressaltar que houve vários movimentos, greves e protestos por parte da categoria que exigiam um salário igual a 45% do de um delegado.

segurança é prioridade do governo...???
                  panfleto das associações unidas, as cifras da discriminação
Ano seguinte, 2009, o governador novamente anuncia um reajuste a PM de Sergipe, 15% desta vez.
Mas não ficou por aí não, em contrapartida com o reajuste da PC os heróis de farda ganharam viaturas novas, armamentos e equipamentos para trabalhar e combater a bandidagem consolidando Sergipe como o estado que mais investe em segurança ( veja reportagem).

diante de tanta humilhação surge a ASSOCIAÇÕES UNIDAS

A união de 07 associações em luta com todos os policiais oficiais e praças fazendo uma série de protestos e movimentos como o famoso tolerância zero, onde os policiais só sairiam para as ruas com viaturas em perfeitas condições, coletes a prova de balas e curso de condutor de viatura especial, fez o governador reconhecer a força da policia que trabalha.
                                                                 
                 menbros das associações unidas em reunião com o cmdo da PM 

Discriminação também com os irmãos da PM-PE



O governador concedeu um reajuste de mais de 40% à Polícia Civil, enquanto a briosa PMPE recebeu apenas 10%. Como era de se esperar de toda e qualquer POLÍCIA que preza a honra e a dignidade, reagiram e ameaçaram radicalizar contra este tratamento discriminatório e desigual. (veja reportagem)

Na Bahia
 governador Jackes Wagner chama policiais de baderneiros e irresponsáveis, diz que não merecem o salário que recebem.

clique aqui e veja a reportagem.







Sergipe:

Segundo acessoria do governador  de Sergipe seria inviável dar um reajuste a policia militar igual ao da policia civil, pois o efetivo é muito maior e o estado não teria condições de pagar.
"Seria justo a policia militar ser penalizada dessa forma por ter seu efetivo em delegacias fazendo trabalho de policia civil tendo que aumentar seu efetivo para no final a policia civil receber reajuste salarial?" comentou o capitão Samuel representante das associações unidadas á época do movimento, já os policiais militares acham que o fato de a PM sofrer discriminação na hora de ter seus vencimentos aumentados é a vedação de movimentos grevistas a classe, por isso fica dependendo da boa vontade ou reconhecimento dos governantes.

Ainda no estado de Sergipe apesar dos avanços, a luta pela isonomia salarial dentro da SSP e outros benefícios de direito da classe como carga horária e nível superior continua, pois o governo não cumpriu o prometido como carga horária  e nível superior para praças e oficiais, sem falar que as perseguições aos líderes do movimento continua e o RDE é aplicado com rigidez aos militares.


Unidos somos fortes, não há vitória sem luta

sábado, 10 de abril de 2010

Bandido tenta tirar arma de policial e é baleado

Pará



Durante uma batida policial no final da madrugada deste sábado (10), mesmo cercado pela Polícia Militar um perigoso bandido tentou tirar a arma de um policial e acabou baleado na perna. Ele e comparsas estavam em uma farra com bebidas, música e churrasco e acabaram incomodando a vizinhança que chamou a polícia. Com o incômodo, foi feita uma denúncia ao número 190 do Centro Integrado de Operações (Ciop) que, por sua vez, acionou uma guarnição da PM que estava na área.



De posse da informação, os policiais se dirigiram até a esquina da travessa Quintino Bocaiúva com a rua Carlos de Carvalho, no bairro da Cremação, em Belém e encontraram o bando. No momento em que os policiais chegaram ao local se depararam com a porta da casa aberta e logo foram fazendo a abordagem, mas um dos bandidos não foi rendido e conseguiu fugir.

Dois estavam armados: Cleibson Raimundo da Costa Barbosa foi flagrado com uma faca e Sidner Martins estava com um revólver. Já Elielson Gomes, mesmo cercado pelos policiais, tentou puxar a pistola de um dos PMs, mas, durante a luta, o policial foi mais rápido e atirou no criminoso. Elielson levou um tiro na perna. Antes de ser apresentado para a Polícia Civil, para se autuado em flagrante, ele foi levado na viatura da PM para o Pronto Socorro Municipal Umberto Maradey, o PSM do Guamá, onde recebeu atendimento médico e foi liberado logo depois.

“Esses caras são perigosos e ousados mesmo com a polícia fazendo a abordagem eles não sentem medo. O Elielson foi querer puxar a arma acabou sendo ferido.Um quarto elemento que também estava armado fugiu do local”, declarou o delegado Arnaldo Mendes, responsável pelo flagrante, na Seccional da Cremação. O delegado autuou o trio em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma e formação de bando e quadrilha.

(Diário do Pará)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

RÁDIO PATRULHA APREENDE MAIS DE 300 CELULARES EM BOCA DE FUMO

Sergipe




A Companhia de Radiopatrulha da Policia Militar (CPRp) localizou na tarde desta quinta-feira, 8, mais uma boca de fumo em Aracaju, localizada na travessa São João Batista, próximo ao bairro Castelo Branco. A boca pertencia a José dos Passos Santos de Deus, 30 anos, que no momento da apreensão não estava na residência. Segundo informações dos policiais, na casa apenas estavam a mãe do acusado e o irmão, que não pertenciam ao esquema.

Foram encontrados aproximadamente 300 celulares, carteiras de habilitação de moto, um notebook, um aparelho de televisão, três relógios (sendo um Rolex), duas balanças digitais, a quantia de R$ 15,00 em moedas e munições calibre 12. A policia apreendeu, também, pequenas quantidades de crack, maconha e cocaína.



O capitão Anderson Victor, responsável pela ação, conta que no momento em que entraram na casa, o acusado já não estava mais lá. “Conversamos com a mãe e o irmão de José Passos e eles afirmaram não terem conhecimento do envolvimento dele no tráfico de drogas”, ressalta o capitão. Boa parte do material apreendido, segundo o capitão, foi trocada por usuário de crack. “Há muitos celulares roubados e outros produtos que são trocados por troca”, explicou o capitão.

A Companhia da Radiopatrulha chegou até o local através de uma denúncia anônima de pessoas que percebiam o movimento na residência. Com base em denúncias anônimas, a polícia investiga outros pontos de venda de droga com o objetivo de realizar novas apreensões e prisões.



fonte:ssp/se

quarta-feira, 7 de abril de 2010

POLICIAIS MILITARES REALIZAM ATO NESTA QUARTA -FEIRA

“Estamos pedindo apenas o cumprimento da lei”, declara o presidente da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas



                                                                                                          


Os policiais militares em Alagoas realizam ato nesta quarta-feira (07). Segundo o presidente da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas, major Wellington Fragoso, eles concentram as atividades na Praça Dom Pedro II, no Centro da Capital alagoana.

Em nota, o secretário de Estado da Defesa Social, Paulo Rubim, disse que não foi comunicado oficialmente sobre um possível aquartelamento.

A categoria pede o pagamento de 7% pendente de um acordo firmando com governo, a redução da escala de trabalho dos militares para 40 horas semanais e o pedido de reajuste salarial das últimas quatro datas-base.

“Estamos pedindo apenas o cumprimento da lei. Será que é pedir demais que nossos direitos sejam todos pagos? Hoje é o dia D, convoco não só apenas os militares como também a população para juntos cobrarmos do governo segurança para os alagoanos” – afirmou Fragoso.

Em nota, o secretário de Estado da Defesa Social, Paulo Rubim, disse que não foi comunicado oficialmente sobre o aquartelamento.


Ato público


Além da Polícia Militar, participam do ato, na praça Dom Pedro II, servidores da Assembleia Legislativa, da saúde, da educação, da polícia civil, trabalhadores rurais e, até mesmo, da polícia federal.


                 


Todas as categorias estão debatendo sobre suas reivindicações. De acordo com cabo Wagner Simas, o aquartelamento desta quarta-feira (07) é de advertência, para que o governo chame a categoria para uma conversa sobre o reajuste salarial e outras reivindicações. Simas disse que os policiais aderiram ao aquartelamento e, mesmo quem está nos quartéis, participa da ação.
 
 
 
gazetaweb.globo.com

segunda-feira, 5 de abril de 2010

POLICIA RESGATA VÍTIMAS DE SEQUESTRO E RAPTO

Sergipe




A Polícia Militar e o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope)resgataram três pessoas raptadas durante o final de semana em Aracaju. Todas as vítimas, sendo dois adultos e uma criança, foram libertadas em segurança poucas horas depois que a PM foi acionada. Em um dos casos houve troca de tiros entre soldados das forças especiais com um infrator, que foi reagiu ao ser preso. A pessoa ainda não identificada atirou nos policiais com um revólver calibre 38, mas foi atingido e faleceu. Ele não foi identificado.



Esse sequestro ocorreu no final da noite do domingo, 4, quando namorados saiam de um restaurante e o assaltante os rendeu. "O acusado fez os jovens circularem por bairros da cidade, enquanto pedia R$ 5 mil ao tio do condutor do carro para libertar as vítimas. Esse parente acionou o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp 190) e mobilizou a PM", informou o comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Adolfo Menezes.


Ainda de acordo com o oficial, foram mobilizadas diversas unidades para dar apoi. "Acompanhamos a negociação e orientamos o tio do rapaz a marcar um ponto onde as vítimas seriam libertadas. Depois que o acusado liberou o casal, nós o cercamos, no bairro Aeroporto. Ele permaneceu dentro do carro e passou a atirar contra os militares, que responderam ao fogo e neutralizaram o infrator. Ele ainda foi socorrido, mas não sobreviveu", acrescentou Adolfo.


A outra ocorrência teve início na noite do sábado, dia 3, e começou como um furto de automóvel. Um segundo casal, que estava saindo de casa, por volta das 20h30, deixou o veículo ligado na porta por alguns segundos enquanto fechava o portão da residência. Nesse momento o carro deles foi furtado, sendo que o filho de um ano e dois meses estava dentro, numa cadeirinha acoplada ao banco traseiro.


Após as vítimas acionarem as polícias Civil e Militar através do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) o automóvel passou a ser monitorado por quase duas horas, até que foi visto entre os conjuntos Rosa Elze e Eduardo Gomes, em São Cristõvão. A PM fez um cerco na região com sete equipes, até que localizou o bebê na residência de uma senhora, que se assustou com a movimentação policial.


"O infrator parou em frente a uma casa e pediu que a moradora ficasse com seu suposto filho enquanto ele buscaria ajuda para consertar seu carro, mas logo ele entrou no automóvel e partiu. Ela aguardou um tempo e então informou o fato ao Ciosp 190 ao perceber que a polícia fazia rondas na área", disse o tenente Clarkson Hora Brito, do Comando de Operações Especiais (COE).


A criança foi resgatada e devolvida aos verdadeiros pais, assim como o carro furtado, que foi localizado a pouco mais de três quilômetros do local, na rodovia João Bebe Água. "Seguimos com as buscas até encontrar o carro. Agora a Polícia Civil tentará identificar o infrator e possíveis comparsas deles", acrescentou o tenente Clarkson.





fonte: ssp/se

Concurso para oficial da PM da Bahia oferece120 vagas

Por meio da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e da Consultoria em Projetos Educacionais e Concursos LTDA (Consultec), a Polícia Militar da Bahia vai realizar concurso público de provas para admissão ao curso de formação de oficiais policiais militares/2010.



Serão abertas 120 vagas e os alunos na graduação de Aluno-a-Oficial PM receberão bolsa de estudo. O valor da bolsa não foi informado, mas do tal de vagas, 108 serão para o sexo masculino e 12 para o sexo feminino.


As inscrições custam R$ 80,00 e poderão ser feitas de 06 a 26 de abril de 2010 pelos sites da Consultec ou Uneb


O certame contará com cinco etapas: Exame de Conhecimento, Avaliação Psicológica, Exame Médico-Odontológico, Teste de Aptidão Física e Investigação Social.



Vagas: 120

Cargo: oficial da PM

Nível: ensino médio

Remuneração: não informada

Edital: baixe

 
 
fonte:verdesmares.globo.com

sábado, 3 de abril de 2010

AUMENTO E MELHORIAS NA PM DE TOCANTINS





Recebi por email um alerta sobre algumas melhorias implementadas na Polícia Militar do Tocantins, notadamente em relação à questão salarial, que aparentemente está sendo comemorada pelos PM’s daquele estado. Veja abaixo a tabela salarial:



CORONEL: 12.000,00

TENENTE- CORONEL: 10.800,00

MAJOR: 9.720,00

CAPITÃO: 8.748,00

PRIMEIRO TENENTE: 6.993,38

SEGUNDO TENENTE: 6.500,22

ASPIRANTE A OFICIAL: 5.361,73

SUBTENENTE: 5.361,73

PRIMEIRO SARGENTO: 4.572,41

SEGUNDO SARGENTO: 4.113,51

TERCEIRO SARGENTO: 3.643,27

CABO: 3.521,96

SOLDADO: 2.850,00

CADETE III: 3.600,00

CADETE II: 3.249,67

CADETE I: 2.878,18

ALUNO SOLDADO: 1.416,86.



Também foi aprovado o auxílio alimentação, no valor de até 300,00 aos policiais das viaturas, que trabalham 12 horas ininterruptas, e a promoção imediata de quase 1000 soldados que já estavam com mais de 15 anos como soldado e ainda não haviam sido promovidos. Parabéns à PMTO!

 
fonte:abordagempolicial.com

sexta-feira, 2 de abril de 2010

POLICIA MILITAR DA PARAÍBA EM GREVE

                                                                                                                                                                      

 
Data: 01/04/2010 às 14h55 Paralisação de policiais militares já alcança João Pessoa e municípios do interior Tendência é de que unidades do Sertão também recolham as viaturas. Por: Redação/ParaibaemQAP

A paralisação de policiais militares iniciada na última sexta-feira (26), em Campina Grande, já alcança vários batalhões do estado. Há informações de que 1º BPM e o 5º BPM, sediados em João Pessoa, já aderiram à mobilização dos policiais. Militares do 7º BPM (Santa Rita) e da 4ª Companhia de Cabedelo também recolheram suas viaturas. De acordo com o deputado federal Major Fábio (DEM/PB), que está apoiando a causa, a tendência é de que os batalhões do Sertão do estado também se unam aos demais. A paralisação é apenas referente aos trabalhos com viaturas. Todos os policiais de plantão estão nos seus respectivos quartéis, à disposição dos comandantes. ParaibaemQAP Data: 31/03/2010 às 21h44 [Editoral] Oficiais e praças protagonizam um dia histórico na Polícia Militar da Paraíba ParaibaemQAP faz uma homenagem a PMs que não deixam dúvidas: a corporação é composta por homens e mulheres de respeito e gratidão. Por: Redação/ParaibaemQAP Quarta-feira, 31 de março de 2010. Sem medo de errar: hoje é um dia para ser eternizado na história – e na memória – da Polícia Militar da Paraíba. Conclua a leitura e saiba por quê. Quem é militar sabe o quanto oficiais (coronéis, majores, capitães, tenentes...) e praças (sargentos, cabos, soldados...) estiveram distantes durantes esses 178 anos da corporação paraibana, quando o assunto é mobilização, paralisação, reivindicação. Sempre que uma parte – na maioria das vezes os praças – levantava a voz para solicitar algo de melhor, a outra vertente – os oficiais – sempre se fazia intocada, indiferente. “O direito do subordinado não sensibilizava a ‘arrogância’ do superior”. Várias, incontáveis, inesquecíveis foram as vezes em que apenas os policiais de maior patente gozavam o desfecho triunfante de uma pendenga com o Estado, enquanto que a massa militar de menor graduação amargava a derrota de um grito sem eco. Isso sem falar nas punições... Mas este último dia de março/2010 foi diferente. “Pela primeira vez na história da Polícia Militar da Paraíba”, como disse um policial a este site, “nunca se viu oficias da mais alta patente seguir uma paralisação iniciada pelos praças. É um fato histórico, pode anotar.” O ParaibaemQAP anotou. E notou que na face do oficialato de Campina Grande paira a imagem de desgaste. É como se aquela distância entre as partes não tivesse mais razão de ser, já que os problemas vividos por toda a corporação atingem, no fim, todos os que vestem a farda da ‘briosa’. Seja com divisas ou estrelas. No final do primeiro trimestre do ano 2010, a grande maioria (senão todos) dos oficiais de mais alta patente que comandam o policiamento de Campina Grande e região seguiram para a capital paraibana, para anunciar seus cargos “à disposição do governo”. Um ato de coragem, bravura e – mais que tudo – companheirismo. A paralisação, iniciada pelos praças e intitulada de Polícia Legal, parecia morrer sufocada no poder dos coronéis. Mas não foi. Num ato histórico da PMPB, o 2º BPM e o 10º BPM, ambos sediados em Campina Grande, ressoaram o grito de liberdade que partiu dos [quase] nunca ouvidos pracinhas. Não importa o que resultará disso tudo. A Polícia Militar da Paraíba já pode bater no peito e dizer que, pelo menos em parte, ela é composta por homens e mulheres dignos de respeito. E de gratidão. ParaibaemQAP

 
fonte:celprpaul.blogspot.com