segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Vídeo mostrando momento em que PM atira em camelô é acessado e compartilhado por dezenas de milhares de pessoas em rede social e comentários de apoio ao PM predomina


São Paulo







O fato aconteceu quando o policial Henrique Bueno de Araújo dava cobertura a outros dois 
que tentavam imobilizar um rapaz que resistia a prisão.

Preste atenção no vídeo quando um grupo insita populares a libertação do indivíduo ao mesmo tempo um outro que não aparece manda o policial atirar por diversas vezes, total falta de respeito ao trabalho policial e descontrole por parte de alguns baderneiros tentando impor pânico nos policiais.




video




Dezenas de milhares de pessoas se manifestam em rede social e escrevem comentários de apoio ao PM










quinta-feira, 4 de setembro de 2014

PM prende ladrões de gado e apreende cinco armas no Agreste sergipano






Sergipe












A Polícia Militar do Estado de Sergipe, através do Grupamento de Ações Táticas do Interior (GATI) e dentro da Operação Brasil Integrado, conduziu quatro suspeitos de roubo a gado na noite da quarta-feira, 3, nos municípios de Carira e Macambira.
Segundo o capitão George, comandante do GATI, em Carira, a polícia prendeu José Rodrigo de Jesus, suspeito de integrar uma quadrilha que roubava fazendas na região Agreste do Estado, especificamente em Carira, Campo do Brito e Macambira.
No município carirense, também foi preso Gidelson Carvalho Nascimento, de 32 anos, natural da cidade baiana de Pedro Alexandre. De acordo com levantamentos, ele usava de violência contra as vítimas, amarrando-as e levando todos os objetos de valores e dinheiro presentes nos imóveis
Além das prisões em Carira, a guarnição Carcará Extra 01 deteve em Macambira Mário César Medeiros, o César dos Pasteis, de 41 anos, em posse de uma pistola roubada da Polícia Militar. Na cidade, também foi preso um homem apelidado de Nininho, que, segundo informe, intermediou a venda da arma da Corporação.
Apreensões em Carira
Ao final dos trabalhos, em Carira, a polícia apreendeu a motocicleta de placa IAN-1924, usada por Gidelson nos crimes, além de dois revólveres calibre 38 e um calibre 32; uma espingarda calibre 28 e quatro munições de espingarda calibre 20. As armas estavam com José Rodrigo e Gidelson.
O caso foi encaminhado ao Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE), na capital, pela guarnição formada pelo sargento Roberto, cabos Júlio e Marcondes e soldado Rabelo.